Aprenda a tratar corretamente gripes e resfriados

Quem não quer combater rapidamente o mal-estar e os incômodos causados pela gripe ou resfriado?

Como não existe nenhum medicamento capaz de curar as duas doenças respiratórias, o primeiro passo é recorrer aos analgésicos e antitérmicos, como o Benegrip, para o alívio imediato dos sintomas.

Agora, se você quiser potencializar ainda mais o efeito do medicamento, outras atitudes são bem-vindas, como repousar, incluir frutas, legumes e verduras no cardápio alimentar diário e hidratar o corpo com bastante água, sucos naturais e chás.

Caso você não tenha apetite, tente consumir sopas e caldos de legumes. Isso porque a combinação dessas três atitudes vai te ajudar a fortalecer o sistema imunológico, contribuindo para uma recuperação mais rápida do organismo.

E as dicas não param por aqui. Evite transmitir a doença para outras pessoas, cobrindo com lenço de papel descartável o nariz e a boca ao tossir e espirrar.

Se isso não for possível, a segunda alternativa é proteger a região com a área interna do braço e antebraço, onde fica o cotovelo. Agora, se mesmo assim você esquecer e usar as mãos para tampar a boca na hora do espirro, evite tocar em qualquer objeto antes de higienizá-las com água e sabão.

Pessoas gripadas ou resfriadas não devem compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, com ninguém. Para agilizar a recuperação, o ideal mesmo é ficar em casa de repouso nos primeiros dias da doença e manter distância das pessoas, especialmente de crianças, idosos, gestantes e portadores de doenças crônicas.

Caso você não possa ficar em casa descansando, mantenha sempre os ambientes bem ventilados e arejados, evite frequentar locais com aglomerações de pessoas e lave com mais frequência as mãos.

Em geral, o resfriado desaparece entre dois e quatro dias, já a gripe pode permanecer por até duas semanas, sendo mais comum durar entre cinco e sete dias.

Fontes: Ministério de Saúde. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/profissional-e-gestor/vigilancia/links-vigilancia?start=430. Acesso em: 25 de março de 2017. Ministério de Saúde. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/tratamento-influenza. Acesso em: 25 de março de 2017.