Inverno é a estação de maior incidência de gripe

Temperaturas mais baixas favorecem uma sobrevida maior do vírus

Se você sempre achou que gripes e resfriados acontecem sempre nos meses mais frios, saiba que isso é mito. Seria a mesma coisa dizermos que o calor provoca a dengue.

É verdade que os casos de gripe aumentam durante o inverno, mas é porque, nesta época do ano, temos a combinação de temperatura baixa e ar seco, que propicia uma sobrevida maior do vírus.

Fora isso, os ambientes fechados e a aglomeração de pessoas no frio favorecem a proliferação dos diversos tipos de vírus respiratórios e, consequentemente, a transmissão da doença.

Outro fator que ajuda a desencadear o quadro é a menor movimentação daqueles pelinhos (cílios) que ficam dentro do nariz para filtrar o ar e impedir a entrada de microrganismos. Como o frio inibe essa movimentação, o vírus se sente livre para invadir o organismo alheio.

No Brasil, o aumento dos casos de gripe, geralmente, acontece entre os meses de abril e outubro, mas isto pode variar de acordo com cada região do País.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a tendência é de que o número de casos aumente entre abril e junho, meses mais chuvosos nas Regiões Norte e Nordeste, e se concentre de junho a outubro no Sul e Sudeste, regiões que têm invernos mais rigorosos.

Embora as pessoas fiquem mais doentes entre o outono e inverno, é importante alertar que o aparecimento das doenças respiratórias transmissíveis, como gripes e resfriados, ocorre durante todo o ano.

Fontes: Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2016/06/inverno-requer-reforco-na-prevencao-contra-a-gripe. Acesso em: 23 de março de 2017. Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2016/06/inverno-requer-reforco-na-prevencao-contra-a-gripe/gripe.jpg/view. Acesso em: 23 de março de 2017. Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/saude/2014/07/oms-gripe-afeta-gravemente-3-5-milhoes-de-pessoas-por-ano. Acesso em: 23 de março de 2017.